13 de Abril

Um ano sem você: um ano de luto.

Um ano que morri; um ano que deixei de sorrir.

O caminho até ao aeroporto parecia não ter fim: eu estava anestesiada, como se fosse mais um dia comum. Você me fazia perguntas; seu semblante era de nervosismo, com um certo toque de arrependimento. No entanto, algo acontecia comigo, que o sangue que correia dentro de mim, esfriava a cada minuto: como se naquele momento eu não sentisse nada.

No aeroporto, não nego, foi triste: você chorando, aos prantos, dizendo que ainda ficaríamos juntos —> doía, me matava por dentro, mas o choro entalou e nem uma lágrima escorreu. Cheguei de volta como uma pedra, endurecida de tanta dor: mas você veio atrás. Em menos de três dias estava aqui, sugando as energias que ainda me restavam. Porém, depois que sua alma doentia já estava satisfeita, você foi embora novamente: me abandonando lentamente. Apesar, que jamais teve coragem de dizer adeus de verdade.

Um ano sem você…

Um ano tentando me reerguer!

*Em memória a 13 de abril de 2011

KISSY WISSY,

PinkPromisse

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s